Ratos



Ratos

Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Rodentia

A família Muridae é a maior dos mamíferos, com cerca de 600 espécies. Entre as espécies que causam prejuízos ao homem (domiciliares), podemos destacar as ratazanas, o rato-preto e os camundongos.

 

BIOLOGIA

Os ratos têm hábitos noturnos, expondo-se à luz do dia somente quando sua população aumenta muito e há insuficiência de alimento. Na falta de alimento, possui mecanismos que limitam a população: baixa da fertilidade e fecundidade das fêmeas, supressão de cios, canibalismo, dentre outros. O canibalismo é prática comum numa colônia de ratos, ocorrendo com o intuito de eliminar ratos doentes ou machucados ou mesmo filhotes de outras colônias. Assim, os ratos não admitem que outro penetre seu território, combatendo-o de forma feroz. Seus órgãos sensoriais são bastante desenvolvidos, porém, enxergam mal, não percebem cores, apenas variações entre claro e escuro. São onívoros com preferência por alimentos gordurosos, consumindo por volta de 20 a 30 g/dia e bebem de 15 a 30 ml de água por dia. Além de ágeis, são ótimos nadadores, permanecendo bom tempo submerso. Geralmente, habita terrenos sujos e abandonados, redes de esgoto, margens de córregos, depósitos de lixo e afins, ou ainda tocas e buracos no solo.

 

CICLO DE VIDA
Pode variar conforme espécie. Atingem a maturidade sexual aos 3 meses e, geralmente, logo após o desmame, que ocorre aos 21 dias, já nasce outra ninhada.

 

PRINCIPAIS ESPÉCIES

Atacam alimentos armazenados em residências ou comércio. Danificam fios e cabos elétricos e de telefone, podendo provocar incêndios, estragam sacarias, roupas, livros, objetos de madeira, etc. Também contaminam a água e suas pulgas podem atacar o homem, na condição de vetores de doenças como peste bubônica, tifo, toxoplasmose, hantavirose, dentre outras.

 

 

RATAZANA OU RATO-DE-ESGOTO Rattus novergicus
A coloração pode variar do castanho ao preto, uniforme ou com manchas. Mede de 21 a 26 cm de comprimento, a cauda é grossa de tamanho igual ou mais curto que o corpo. Pesa de 350 a 460 g., com orelhas curtas e relativamente peludas. Os pés apresentam membrana interdigital. Vive em média 2 anos e seu período de gestação dura cerca de 28 dias, com 3 a 4 ninhadas por ano e uma média de 8 filhotes por ninhada. As fezes são grossas.

 


RATO-PRETO OU RATO-DE-TELHADO Rattus rattus
Geralmente apresenta coloração preta, mede entre 19 e 22 cm de comprimento, cauda fina, mais longa que o comprimento do corpo, e pesa de 230 a 300 g. As orelhas são longas, quase sem pêlos, e seus pés apresentam membrana interdigital. Vive em média 1,5 ano, o período de gestação é de 28 dias, com 3 a 4 ninhadas por ano, com 3 a 9 filhotes cada. Suas fezes são finas e terminadas em pontas afiladas.

 

 


CAMUNDONGO
 Mus musculus

A coloração pode variar bastante. Mede entre 6 a 9 cm de comprimento, cauda fina e longa e pesa entre 15 e 20 g. As orelhas são relativamente grandes e translúcidas (sem pêlos) e não apresentam membrana interdigital nos pés. Vive em média 1 ano, com período de gestação de 21 dias, com 4 a 5 ninhadas por ano e 4 a 10 filhotes por ninhada. Suas fezes são finas e terminadas em pontas afiladas, porém de tamanho bem reduzido, podendo até ser confundidas com fezes de baratas.

METODOLOGIA DE CONTROLE

  1. a) Controle indireto: eliminação de vegetação alta, lixo e entulhos próximos, construções à prova de roedores, barreiras físicas e utilização de repelentes.

    b) Controle direto: armadilhas colas, rodenticidas anticoagulantes, rodenticidas em forma de pó, e controle biológico.

 

MEDIDAS PREVENTIVAS

  • Limpar diariamente o estabelecimento, principalmente locais de refeições, antes do anoitecer. Determinar um local comum para feições e colocar os restos de alimentos em recipientes fechados.

  • Recolher restos de alimentos e qualquer outro tipo de lixo em recipientes adequados e mantê-los fechados.

  • Colocar no local de armazenagem, sacos, fardos e caixas sobre estrados com altura mínima de 40 cm, afastados us dos outros e das paredes, deixando espaçamentos que permitam uma inspeção em todos os lados.

  • Não acumular objetos inservíveis.

  • Manter ralos e tampas de bueiros firmemente encaixados.

  • Vistoriar carga e descarga de mercadorias para evitar o transporte passivo de roedores.

  • Vedar com argamassa adequada buracos e vãos entre telhas.

  • Colocar telas removíveis em abertura de aeração, entradas de condutores de eletricidade ou vãos adutores de qualquer natureza.

  • Remover qualquer amontoados de restos de construção, de lixo de varreduras, de galhos e troncos e amontoados de pedras.

 

OBS: O maior problema dos ratos para a Saúde Pública está vinculado às conhecidas doenças transmitidas ao homem, destacando-se: leptospirose, salmonelose, hantavírus, peste, sarna, micoses além de ser hospedeiro para outras doenças.

 

Rodantech Dedetizadora

COMPARTILHAR ESSA PÁGINA PARA SEUS AMIGOS




DEIXE SEU COMENTÁRIO

QUAL O SEU PROBLEMA?
Clique nas pragas para obter algumas informações úteis